gototopgototop

Ao Camarada Kuo Mo-Jo (Mao Tsetung)

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Réplica à Melodia de Man Chiang Hung

 

Neste diminuto planeta

Umas quantas moscas investem contra os muros,

A zumbir, sem cessar,

Ora estridente, ora

Lamurientamente.

Formigas percorrem o tronco da alfarrobeira

Com ares de grande povo

E há efêmeros insetos tramando em surdina

A derrubada da enorme árvore.

O vento oeste dispersa folhas sobre Changan,

E estas, como setas, passam, silvando.

 


Tanta coisa clama por ser feita,

Hoje, agora;

O mundo segue girando,

O tempo urge.

Dez mil anos tardam demais,

Semeia o dia, colhe a hora!

Os Quatro Mares se levantam, nuvens e águas em fúria.

Os Cinco Continentes tremem - vendavais, raios, trovões

Vamos extinguir as pestes!

Nossa força é irresistível.

 

 

Presidente Mao Tsetung

9 de janeiro de 1963

 


 

RVI