Repúdio às perseguições políticas contra a advogada do povo Dra. Maria José do Amaral

maria-jose-ato-recife-450x300

Manifestamos nosso mais veemente repúdio à perseguição imposta pela juíza Joana Carolina Lins Pereira da 12° Vara Federal de Pernambuco à combativa advogada do povo, Dra. Maria José do Amaral, que tem atuado na defesa de mais de 400 famílias do Assentamento Urbano Cacique Xicão Xukurú, em Recife/PE.

O inquérito policial, aberto pela Polícia Federal a pedido da juíza Joana Carolina Lins Pereira da 12° Vara Federal de Pernambuco contra a advogada do povo Dra. Maria José do Amaral, tem um claro caráter político, que fica evidente pelo fato de serem apresentadas, como “provas” da abusurda e descabida acusação de “formação de quadrilha”, imagens e falas de representantes de movimentos populares, de moradores da comunidade e de outros advogados populares em uma Audiência Pública convocada pela ABRAPO – Associação Brasileira dos Advogados do Povo e realizada recentemente na sede da OAB-PE, em Recife.

Neste momento, em que o velho Estado brasileiro gerenciado pela frente oportunista e eleitoreira de PT/PMDB/PSB/pecedobê incrementa a mais odiosa criminalização das lutas e organizações populares, impondo processos e prisões políticas aqueles que exigem seus mais elementares e nunca respeitados direitos, lutar contra as perseguições a Dra. Maria José do Amaral e a todos os advogados do povo é parte essencial das permanentes batalhas da juventude combatente de nosso povo, contra a crescente fascitização do velho Estado e pelos direitos democráticos a livre organização, expressão e manifestação.

Viva a Ocupação Cacique Xicão!

Abaixo o velho Estado fascista!

Rebelar-se é justo!

Movimento Estudantil Popular Revolucionário, julho de 2015 – Brasil.