Saudação do MEPR ao 8º Congresso da Liga dos Camponeses Pobres

Publicamos a seguir a saudação encaminhada pela delegação do MEPR ao 8º Congresso da Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Sul da Bahia, que ocorreu na cidade de Januária (MG) entre os dias 10 e 11 de Outubro.


8congresso





Companheiras/os,

Venho em nome do MEPR trazer nossas saudações vermelhas e combativas ao 8º Congresso da Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Sul da Bahia. Gostaria de saudar todos os companheiros presentes, e principalmente a brava juventude camponesa.

Neste momento de crise política, economica, social e moral do velho Estado brasileiro, se agravam ainda mais os ataques das classes dominantes, da grande burguesia e do latifúndio, sob a direção do imperialismo ianque, ao nosso povo. Temos acompanhado com bastante seriedade os contínuos ataques ao movimento camponês combativo, aos povo indígenas em luta e ao povo pobre das cidades, particularmente à juventude negra, que tem sido sistematicamente assassinada nas favelas do Rio de Janeiro pelas UPPs, assim como pelas polícias militares e civis de todo o país.

Este cenário de repressão e extermínio, de criminalização da pobreza e da juventude, associado à toda a situação de miséria e carestia, o aumento do desemprego, os cortes de direitos, o lixo cultural, o desmonte do ensino público com mais de nove escolas fechadas por dia no campo, tudo isso gera a expulsão de centenas de milhares de pessoas do campo a cada ano, sendo empurradas para as favelas, numa situação de pobreza igual ou pior que a em que viviam antes, principalmente os jovens, que são jogados nas mãos do tráfico de drogas, da delinquência e da criminalidade o que leva, inevitavelmente ao seu encarceramento em massa ou ao assassinato pelas mãos dos agentes das forças de repressão e seus grupos de extermínio.

Porém, desde as grandes jornadas de luta de 2013, também em ondas cada vez maiores, tem se levantado em revoltas, o povo brasileiro. A cada novo ataque das classes dominantes, a cada crime cometido por este Estado genocida contra as classes oprimidas do nosso país, novas rebeliões explodem, tanto na cidade como no campo. As massas, e principalmente a juventude, vem tomando as ruas, declarando greves, cortando as rodovias, incendiando ônibus, tomando as terras do latifúndio, e tudo isso sempre enfrentando as tropas de repressão das classes dominantes e uma intensa campanha de criminalização do protesto popular, com as perseguições cometidas pelo podre poder judiciário e os monópolios de imprensa.

Por isso, nós entendemos que essas manifestações por si só, não bastam. A rebelião popular é justa e só tende a aumentar! Mas é preciso ir mais além, abalar as estruturas desse velho Estado, romper com essa velha ordem de opressão e destruir esse sistema de exploração. Precisamos de um novo caminho para os operários e camponeses do nosso país, um novo futuro para a nossa juventude. E esse caminho é o caminho da Revolução de Nova Democracia, ininterrupta ao socialismo. Esse é o caminho que a LCP e as massas camponesas vem construindo com a Revolução Agrária, conclamando a todos: “Contra a crise, tomar todas as terras do latifúndio!” E o que nós queremos é reforçar isso. Chamar os trabalhadores da cidade e a toda a juventude camponesa a permanecer no campo, e apoiar e se integrar na luta revolucionária pela terra. E também convocar a juventude combatente e revolucionária das cidades a seguir o exemplo do companheiro Professor Manoel daqui do Norte de Minas, do companheiro Renato de Rondônia e de muitos outros, por tomar parte na Alianaça Operário e Camponesa, nos transferindo para o campo, vindo morar nas áreas para para apoiar essa luta e impulsionar este que é o caminho da transformação que o nosso povo precisa!

E por isso nos enche de um ânimo revolucionário, participar deste congresso, reafirmando o nosso compromisso de dar todas as nossas forças por agitar e propagandear a revolução entre os estudantes na cidade e por organizar as massas para destruir as três montanhas que oprimem o nosso povo, a começar pelo latifúndio e construir um Brasil de Nova Democracia!

Viva o 8º Congresso da LCP!

Viva a Juventude Camponesa!

Viva a Revolução Agrária!

Companheiro Renato Nathan: Presente na Luta!

Companheiro Professor Manoel: Presente na Luta!