Agitação contra os cortes de verbas na educação GO

Companheiras do Movimento Estudantil Popular Revolucionário realizaram atividades de debates em torno do tema: cortes de verbas e os impactos na educação, com ênfase nos cortes de bolsas anunciados pela CAPES para 2019; as atividades ocorreram na Faculdade de Educação da UFG e no Instituto Federal de Goiás- campus Goiânia Oeste.

Contamos com a presença da professora Jacqueline Lima, professora da Universidade Federal de Goiás, militante da Frente Nacional Contra Privatização da Saúde e 2° secretaria do ANDES SN; foi apresentado pela professora a situação da educação pós Emenda Constitucional 55, a PEC dos 20 anos de congelamento dos investimentos públicos; também denunciado o papel subserviente do nosso país em relação as propostas do Banco Mundial para educação, afirmando que com a crise do capitalismo é necessário que “reformas”, como a trabalhista, da previdência e outras sejam aplicadas para “segurança da economia brasileira”, cortando direitos básicos que foram conquistados pelo nosso povo com suor e sangue.

As companheiras do MEPR denunciaram também as perseguições políticas contra a condenação dos 23 do Rio de Janeiro e o que a intervenção militar no Rio de Janeiro representa; reafirmaram o caminho da luta pela revolução em nosso país como única garantia dos direitos do nosso povo e conclamaram os estudantes a erguerem a bandeira de luta em defesa das nossas universidades, e pela liberdade dos 23. Denunciaram também o caráter farsesco das eleições deste ano e que este ano o povo rejeita ainda mais este processo fraudulento.

Eleição é farsa! Viva a revolução!

Por universidades públicas, democráticas e a serviço do povo!

Reberlar-se é justo!