MS: Estudantes, professores e diretores barram fechamento de turmas!

No mês de dezembro, estudantes, professores e diretores da escola João Ribeiro Guimarães, localizada no município de Bandeirantes, Mato Grosso do Sul, participaram de uma manifestação contrária à reordenação escolar. A medida parte do governo do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB) e pretende mudar a gerência dos colégios do governo estadual para o governo municipal.

As escolas do Estado do Mato Grosso do Sul já sofrem com a falta de escolas. Assim como em todo país, as escolas daquela região não contam com estrutura própria, tendo que funcionar em prédios cedidos do governo. E com o ataque à educação feito pelo gerente de turno, reeleito na última farsa eleitoral, as poucas escolas que existem seriam fechadas, para dar lugar a secretarias de “segurança e justiça”.

Segundo relatos, centenas de alunos seriam transferidos, o que resultaria em superlotação das salas, além de gastos de até R$ 3 milhões por ano de transporte escolar.

Caso a escola João Ribeiro Guimarães, palco da mobilização, fosse municipalizada, receberia apenas estudantes do ensino fundamental. Os estudantes do ensino médio seriam obrigados a buscar vagas em outros colégios, em outros municípios.

A Secretária de Educação do Estado tem implementado uma política de fechamento de escolas, sob a patética justificativa de “falta de verbas”. Foram dezenas de colégios fechados, desde o início da medida. Graças à mobilização dos estudantes de Bandeirantes, porém, a medida foi barrada no município.

Estudantes em luta no município de Bandeirantes – MS.