gototopgototop
Avaliação do Usuário: / 29
PiorMelhor 

MEPR - Movimento Estudantil Popular Revolucionário


"Pequeno grupo compacto, seguimos por um caminho escarpado e difícil, de mãos dadas firmemente. Estamos rodeados de inimigos por todos os lados e temos de marchar quase sempre debaixo do seu fogo. Unimo-nos em virtude de uma decisão livremente tomada, precisamente para lutar contra os inimigos e não cair no pântano vizinho, cujos habitantes, desde o início, nos censuram por nos termos separado num grupo a parte e por termos escolhido o caminho da luta e não da conciliação." (Lênin - O que fazer?)


1995 - Rompimento com o nacional reformismo do MR-8 e a Ubes no congresso de 1995 em Goiânia. Decidimos não mais participar de Une e Ubes.

1997 - Marco da posição antiimperialista: manifestação contra a ALCA e o Mercosul, durante o "Encontro das Américas", em Belo Horizonte.

1999 - Apoio à luta da ocupação de sem casas na Vila Bandeira Vermelha em Betim- MG. O movimento sofre sucessivos cercos da reação desde então.

2000 - I Encontro Nacional dos Estudantes do Povo – decisão de conformar o Movimento Estudantil Popular Revolucionário.

2001 - Realização da I Assembléia Nacional dos Estudantes do Povo.

2002 - II Assembléia Nacional dos Estudantes do Povo.

2003 - Manifestação no consulado do Estados Unidos, no Rio de Janeiro, contra a agressão ianque no Iraque.

- III Assembléia Nacional dos Estudantes do Povo.

- Intervenção no congresso da Une convocando os estudantes a romper com esta entidade oficial, pelega e governista.

 


 

O MEPR se guia por dois princípios, "servir o povo de todo coração" e "ser tropa de choque da revolução", como definiram dois grandes revolucionários o papel da juventude:

"Qual é o critério que permite determinar se um jovem é ou não revolucionário? Como fazer tal distinção? Apenas existe um critério: verificar se este jovem quer ou não ligar-se às grandes massas operárias e camponesas e se, efetivamente se liga a elas.Se ele ligar-se aos operários e camponeses e se o faz efetivamente, então ele é um revolucionário; no caso contrário, é um não revolucionário ou um contra-revolucionário. Se hoje ele se liga às massas de operários e camponeses, hoje ele é um revolucionário. Mas se amanhã ele deixa de ligar-se a elas ou passar a oprimir as pessoas simples do povo, então ele será um não revolucionário ou um contra-revolucionário." (Mao Tsetung em "A orientação do movimento da juventude" - 4 de maio de 1939)

"A juventude revolucionária é reserva e vanguarda de choque da revolução proletária" (Josef Stálin)

 


O MEPR luta por cumprir 3 tarefas principais:

  • Agitar e propagandear a revolução;
  • Organizar a luta das massas;
  • Combater o oportunismo.


 

RVI