gototopgototop

RO: Politização e debate na recepção dos calouros de Pedagogia da UNIR – Porto Velho

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

No dia 22 de março o Centro Acadêmico de Pedagogia Zenildo Gomes (CAPED) da UNIR – Porto Velho realizou uma atividade de recepção aos calouros do curso. Cerca de 50 estudantes participaram da atividade, sendo a maioria estudantes do 1º período, mas estudantes dos demais períodos também marcaram presença.

A abertura foi feita pela coordenadora geral do CAPED que brevemente falou da situação atual de ataques à educação e aos direitos do povo pelo velho Estado brasileiro, a importância do Movimento Estudantil de Pedagogia (MEPe) nas lutas em defesa do ensino público e seu caráter independente e, as conquistas do movimento estudantil independente e combativo da UNIR. Em seguida foi exibido o documentário curta-metragem sobre a histórica e vitoriosa Greve de Ocupação da UNIR em 2011, que teve como principal conquista a renúncia do então REItor, o fascista e corrupto Januário Amaral.

Após a exibição do vídeo, a professora Marilsa de Souza (Departamento de Ciências da Educação da UNIR) fez uma sucinta palestra, atendendo ao convite da organização do evento. Em sua fala a professora discorreu sobre o caráter da educação em um país dominado pelo imperialismo como o Brasil; as bases econômica, política e ideológica dessa dominação; o atual e acelerado processo de sucateamento da educação pública e a crescente privatização, citando exemplos de países onde já não existe educação pública, como o caso do Chile. Além disso, a professora apontou que atualmente 75% das matrículas de estudantes do ensino superior no Brasil estão em universidades privadas e essas encontram-se sobre o controle de grandes grupos monopolistas estrangeiros, principalmente ianques, como Kroton (EUA), Laureate International Universities (EUA), Apollo Education (EUA), etc. A professora finalizou sua palestra ressaltando a importância da defesa do direito democrático do povo de ter uma educação pública, gratuita e que sirva a seus interesses.

Ao final da palestra, diversos estudantes fizeram perguntas e manifestaram concordância com o conteúdo exposto tanto no vídeo como na palestra, encerrando a atividade num clima de bastante entusiasmo e decisão de defender a educação pública. Todo o evento manifestou um flagrante contraste com a prática semifeudal dos “trotes” degradantes ainda muito frequentes nas universidades brasileiras, prática essa que será abolida tão logo avancem as lutas e a politização dos estudantes universitários.

 

JEP 19

JEP 19

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)