gototopgototop

RJ: Juventude Combatente repele as provocações da PM fascista e reafirma o caminho da luta independente e combativa

Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 

ato_1

 

Na tarde desta última quarta-feira, 08/06/16, estudantes, professores grevistas realizaram mais um combativo ato no Centro do Rio, após o término da assembleia do Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação). Na assembleia, os trabalhadores decidiram pela manutenção da greve e na saída a Polícia Militar já começava suas provocações, revistando arbitrariamente alguns estudantes. Na concentração do ato, na Candelária, as provocações da PM continuaram e estes fascistas revistaram diversos estudantes e professores, tiraram fotos e tentaram realizar prisões, mas foram impedidos pela grande mobilização e disposição de luta da juventude combatente. Pouco tempo depois, a PM tentou usar a tática fascista do “envelopamento” para impedir o ato de sair, porém, mais uma vez os estudantes não aceitaram a provocação e seguiram entoando palavras de ordem de resistência e denunciando esse aparato genocida do velho Estado.


candelria_1

 

Com o ato já em marcha, a direção do Sepe tentou passar o carro de som à frente do bloco combativo, a fim de tentar isolar os estudantes e tentar impor ao ato o seu tom conciliador. Os estudantes responderam prontamente e não permitiram tal manobra. Da concentração até sua chegada na ALERJ, o ato foi marcado pela combatividade, estudantes cobriram seus rostos com camisas e lenços e sustentaram palavras de ordem contra os gerentes estaduais Pezão (PMDB) e Dornelles (PP), contra sua Polícia Militar fascista e genocida e contra os partidos e entidades oportunistas, eleitoreiros e traidores da luta. Durante todo o ato, o bloco combativo afirmava o caminho da luta independente, combativa e radicalizada para a conquista das pautas da educação e a necessidade de derrubar este Estado apodrecido, que há séculos tem oprimido nosso povo.

ato_2

 

No fim do ato, estudantes e professores grevistas reafirmaram seu compromisso de defesa da educação pública e sua disposição em manter a greve e radicalizá-la, além de manter as ocupações das escolas e da SEEDUC, traçando uma nítida linha de demarcação entre todo tipo de pelegos e traidores da luta, por um lado, e os verdadeiros lutadores e defensores da educação e dos direitos do povo, por outro!

 

  alerj_3

alerj_1

 

Ir ao combate sem temer, ousar lutar, ousar vencer!

Abaixo a PM fascista de Pezão (PMDB) e Dornelles (PP)!

Fascistas não passarão!

Viva a luta independente e combativa dos estudantes!

Rebelar-se é justo!

 

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)