gototopgototop

Mais um camponês assassinado no Vale do Jamary, no Acampamento Terra Nossa

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Reproduzido do Jornal Resistência Camponesa

Mais um camponês foi assassinado a tiros. Dessa vez a vítima foi Roberto Santos Araújo, de 35 anos, assassinado dia 1 de fevereiro no km 52 da RO-257, sentido Machadinho do Oeste.

Roberto era recém acampado e muito entusiasta da luta camponesa, havia trabalhado muito em fazendas e sido expulso das mesmas, sem receber seus direitos trabalhistas. Ele era um dos coordenadores do acampamento Terra Nossa que lutava pelas terras da fazenda Tucumã.

A mesma fazenda que no início de 2016 foi palco de barbaridades cometidas pelo latifúndio, e seus bandos armados de pistoleiros e policiais. Na ocasião eles assassinaram os jovens Alysson Henrique Lopes e Ruan Hildebrandt Aguiar no dia 31/01/2016, queimaram o corpo de um deles e sumiram com o corpo do outro jovem. Pequena parte do bando de pistoleiros foi preso com verdadeiro arsenal de guerra. Junto do bando foi detido o 3º sargento PM Moisés Ferreira de Souza, que foi liberado pelos policiais e depois contaram uma fantasiosa estória de ele teria fugido. Até hoje os mandantes e executores desses crimes continuam impunes.

Veja: Pistoleiros promovem terror no Vale do Jamari

Segundo informações de camponeses durante a remoção do corpo de Roberto esteve presente o cabo PM Dutra, que coincidentemente esteve presente também em outra situações parecidas, quando do assassinato da Edilene e Izaque, e em tentativas de forjar provas contra camponeses e intimidação de advogados e camponeses nas áreas Terra Nossa, Seringueiras, área Enilson Ribeiro e área 10 de Maio.

Morte ao latifúndio! Terra para quem nela trabalha!
Viva a Revolução Agrária!

 

JEP 19

JEP 19

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)