gototopgototop

CHACINA EM PAU D'ARCO É CRIME DE ESTADO!

Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 

Reproduzimos a seguir dois documentos denunciando o massacre dos camponeses de Pau D'Arco, no Pará, perpetrado pela polícia a mando de latifundiários. O primeiro é da Liga dos Camponeses Pobres do Pará e Tocantis - LCP e a segunda uma nota conjunta da Executiva Paraense de Estudantes de Pedagogia, da Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia e da Comissão Organizadora do 37º ENEPe. Consideramos tarefa imediata de todos os estudantes, professores, democratas e revolucionários reproduzir amplamente esta denúncia em cada escola e universidade.

TERRA PARA QUEM NELA VIVE E TRABALHA!

VIVA A REVOLUÇÃO AGRÁRIA!

MORTE AO LATIFÚNDIO!

 

 

 



CHACINA EM PAU D'ARCO É CRIME DE ESTADO!

As informações dão conta de 11 mortos e 14 baleados.

As informações que chegaram até agora apontam a DECA como a responsável pela operação militar.

As mentiras começam com a DECA informando que os policiais foram recebidos a tiros e reagiram! Mentirosos! Assassinos! Canalhas!

Todo mundo que conhece armamento sabe que aquelas poucas que foram apreendidas e mostradas não encorajariam ninguém a enfrentar a polícia. É só ver os corpos dos companheiros assassinados para concluir que foram fuzilados, e não estavam em posição de confronto.

Esta área já havia sido reintegrada ao latifundiário grileiro que nós conhecemos muito bem. A DECA, outras polícias, pistoleiros e seguranças particulares estavam na área para fazer segurança para o latifundiário. E fizeram a chacina para vingar a morte de um suposto pistoleiro que teria morrido na região.

A DECA foi a Pau D`arco para matar camponeses. A companheira Jane, presidente da associação dos camponeses que lutava pela área foi assassinada. Sete camponeses de uma mesma família também o foram.

Nós conhecemos muito bem estes companheiros honestos e trabalhadores. Eles já participaram, junto com a Liga dos Camponeses Pobres do Pará e Tocantins, de diversos protestos e fechamento de estradas. Estes companheiros não estavam na terra, estavam acampados no corredor.

E como dizemos acima, nós também conhecíamos o grileiro.

A terra pela qual foram assassinados os 11 camponeses (Fazenda Santa Lúcia) era parte do império de "Norato Barbicha", que já morreu, mas os seus milhares de hectares grilados como as Fazendas Cipó, Pantanal, Santa Lúcia e outras ficaram para sua mulher.

A Fazenda Cipó, que já esteve tomada pela LCP do Pará e Tocantins, foi alvo de reintegração, mas continua a luta pela sua posse. E depois de muitas reuniões, fechamentos de BR´s, audiências públicas e etc., ficou comprovado que, dos seus 800 alqueires, somente 200 eram documentados. Os outros 600 alqueires são terras do Estado.

Estas terras só não estão nas mãos e sendo lavradas pelos camponeses por que o Estado é corrupto, ladrão, e defende e protege os latifundiários.

Assim também acontecia na "Pantanal" e não devia ser muito diferente na Santa Lúcia.

Por isso o latifúndio mata, e matou!

A culpa é do governo do Estado, Simão Jatene, PSDB!

A culpa é da DECA!

A culpa é do latifúndio!

A culpa é da quadrilha de Temer, Meireles e desse congresso de bandidos!

Morte ao latifúndio!

Honra e Glória aos camponeses tombados lutando pelo sagrado direito à terra!

Terra para quem nela vive e Trabalha!

Viva a Revolução Agrária!

Liga dos Camponeses Pobres do Pará e Tocantins

Comissão Nacional das Ligas de Camponeses Pobres

Conceição do Araguaia, 24 de maio de 2017

 



 

Nota em apoio aos camponeses de Pau D'arco

Condenamos o Massacre de 11 camponeses no Pará!

Nesta quarta-feira, 24, com a falsa alegação de que foram recebidos a tiros, a Polícia Militar do Estado do Pará, sob comando do governador Simão Jatene (PSDB), realizou uma verdadeira chacina contra camponeses pobres em luta pela terra em Pau D’arco/PA.

Há pouco mais de um mês, nove camponeses também foram executados em Colniza, no Mato Grosso, nesse caso os assassinatos foram perpetrados por um ex-policial de Rondônia. 

Em Pau D’Arco, foi a própria PM, fardada e a financiada com dinheiro público que assassinou os camponeses. Assim como 11 anos atrás, quando 19 camponeses foram assassinados em Eldorado dos Carajás, o PSDB mais uma vez é responsável por uma chacina de camponeses no estado do Pará.

O que ocorreu ontem em Pau D’arco é parte do cenário de crescentes assassinatos de camponeses pobres no nosso país a mando de latifundiários, com a cumplicidade de todo o velho Estado brasileiro: o gerente Temer (PMDB) e o corrupto Congresso Nacional que fazem negociatas e financiam os grandes latifundiários (como os donos da JBS, os maiores latifundiários do país) e o podre judiciário que os protege e acoberta seus crimes, fabricando “reintegrações de posse” em terras griladas (roubadas) da União.

Condenamos este massacre contra o povo camponês do estado do Pará e responsabilizamos o governador Simão Jatene (PSDB), Temer (PMDB) e sua quadrilha e o poder judiciário como responsáveis pelo assassinato destes camponeses.

Enviamos nossa solidariedade aos parentes, companheiros e amigos dos camponeses assassinados. E reiteramos, por fim, todo nosso apoio aos camponeses em luta pela terra no Pará e em todo o país.

Morte ao Latifúndio!

Terra para quem nela trabalha!

 

Executiva Paraense de Estudantes de Pedagogia

Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia

Comissão Organizadora do 37º ENEPe

Petrolina, 25 de Maio de 2017

 

JEP 19

JEP 19

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)