gototopgototop

RJ: FORA INTERVENÇÃO MILITAR! REBELAR-SE É JUSTO!

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 
O povo do Rio de Janeiro vem rechaçando e denunciando a intervenção militar. O anúncio do decreto de Michel Temer foi se deu o dia 16/02, como parte integrante do processo de reacionárização do velho Estado burguês-latifundiário, serviçal do imperialismo, principalmente o ianque. Centralizando, crescentemente, as funções militares, administrativas e políticas nas Forças Armadas, o decreto prevê o controle dos aparatos de repressão (Polícias Militares, Civil, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros) passe para o mando do Exército reacionário, na figura do general do Comando Militar do Leste General Braga Netto, que será o interventor.
Logo no dia 19/02, segunda-feira, houve uma manifestação na qual centenas de pessoas se posicionaram contra a contrarreforma da Previdência e contra a intervenção militar. No mesmo dia, estudantes passaram nas salas de aula da UERJ denunciando a medida do gerente de turno Temer. Colocando que a medida se dá num momento de grave crise geral do capitalismo burocrático, chamou o conjunto da universidade a se posicionar firme contra este novo estágio da guerra civil contra os trabalhadores, os camponeses e o povo, em geral.
No dia 21/02, as 18h, está marcado um debate sobre o tema a ser realizado no 9º andar do Campus do Maracanã da UERJ.
Seguem abaixo algumas fotos das atividades já realizadas:
1
20180220_170134
NEM INTERVENÇÃO MILITAR, NEM FARSA ELEITORAL! O BRASIL PRECISA DE UMA GRANDE REVOLUÇÃO!
REBELAR-SE É JUSTO!

Movimento Estudantil Popular Revolucionário- Fevereiro de 2018.
 

RVI

JEP 19

JEP 19

Celebrações

Teses

Vitoriosa Greve na UNIR

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)

MEP (Peru)