gototopgototop

Polícia agride e ameaça estudantes e professores que tentavam entrar na câmara municial de Rolim de Moura

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Man_27_08

Na tarde da última quinta-feira, 30 de agosto, estudantes de várias escolas públicas, da Universidade Federal de Rondônia, professores e manifestantes em geral realizaram o quarto protesto em frente à Câmara dos Vereadores de Rolim de Moura denunciando o absurdo aumento dos salários dos vereadores e do prefeito que pode chegar a 8 mil reais. Mais uma vez os vereadores não conseguiram discutir o aumento abusivo devido aos protestos.

VEJA O VÍDEO:

Quando os manifestantes tentaram ocupar o espaço reservado ao público, seguranças de uma empresa privada recém contratada proibiram a entrada, gerando protestos e palavras de ordem: “Queremos entrar!”. A Polícia Militar foi acionada para reforçar a “segurança” da câmara municial.

Os estudantes chamaram o Ministério Público para garantir o acesso, pois as sessões da câmara são abertas ao público e nenhuma ordem judical proibitiva foi apresentada aos manifestantes. Porém, antes da chegada do MP, a PM iniciou uma série de agressões contra os manifestantes, que não se intimidaram e continuaram o protesto.

A polícia militar de Rondônia, mostrando mais uma vez que serve aos interesses de políticos e latifundiários, portando um fuzil, agrediram, ameaçaram, chingaram estudantes de" vaca", "coisa nojenta", "bixona", chamaram um professor de "vagabundo" entre outros palavrões. O professor foi empurrado no chão e sofreu ameaças de um policial por ter defendido os estudantes.

Devido o protesto, os vereadores não discutiram a matéria que previa o aumento abusivo. No momento em que o MP adentrou o recinto para solicitar a abertura da porta, os vereadores encerraram a sessão às portas fechadas.

Em seguida, os manifestantes saíram pelas ruas de Rolim de Moura denunciando o aumento de R$ 8.000,00  e as agressões policiais. A população da cidade, como não poderia deixar de ser, recebeu os jovens manifestantes nas ruas com entusiasmo.

 

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)