gototopgototop

Diretoria fascista chama polícia para prender estudantes e impedir manifestação no IEMG

Avaliação do Usuário: / 35
PiorMelhor 

Na última quinta-feira, 26/03, às vésperas do 47º aniversário do assassinato do estudante secundarista Edson Luís pela polícia militar durante o Regime Militar fascista, uma manifestação de estudantes no Instituto de Educação de Minas Gerais - IEMG foi interrompida quando a polícia invadiu a escola e prendeu estudantes sob ordens da diretoria da escola.

charge



Os estudantes protestavam contra os cortes verbas na educação, por melhorias na estrutura e por democracia na escola quando foram atacados pela Polícia Militar. Duas estudantes foram agredidas e presas junto com outros três estudantes, acusados de desobediência, além da mãe de uma estudante detida sob a acusação de "descato". Entre os estudantes presos e agredidos estavam o presidente do grêmio da escola e dois ativistas da AMES - BH (ligada à governista UBES), que apoiavam o ato, todos foram posteriormente liberados. A Superintendencia de Educação da Metropolitana A se reuniu com a direção da escola afirmou que iria "resolver o caso em conjunto com o batalhão de Polícia".

https://www.youtube.com/watch?v=h7iq7vejrvk

Repudiamos a ação da direção da escola, na pessoa do diretor da escola Orivaldo Diogo e das vice-diretoras Silvana Gonçalves e Alexandra Moraes e a Superintendencia de Educação que se colocam abertamente contra os direitos constitucionais à livre reunião, expressão e manifestação ao chamar a PM para sufocar as justas reivindicações estudantis no IEMG.

Nos solidarizamos com os estudantes agredidos e presos e apontamos que a crescente criminalização do protesto popular e do movimento estudantil, nos cobra responder com mais luta, de forma independente e combativa, para defender o nosso direito de estudar e aprender e por democracia nas escolas!

Escola que é prisão vai ter rebelião!

Edson Luís: Presente na luta!

Lutar não é crime!

REBELAR-SE É JUSTO!

 

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)