gototopgototop

¡Vivos os levaram, vivos os queremos!

Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

885772_1036417443056402_5800404777860227802_o Na última sexta 12/06, realizou-se na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) o debate “Pienso, luego me desaparecen: Educação Popular e resistência no Mexico e Brasil" como parte da Caravana 43 Sudamérica. Esta caravana é parte de uma campanha internacional de denúncia do desaparecimento forçado de 43 estudantes secundarios da Escola Normal Rural Raúl Isidro Burgos de Ayotzinapa, Guerrero-México.

 

Várias entidades e movimentos de defesa dos direitos participaram ativamento da organização do evento que culminou com a realização de ato público no centro da cidade. Na mesa estiveram presentes pais dos desaparecidos e um dos estudantes sobrevivente do ataque promovido pelo Estado fascista do México. A Liga dos Camponeses Pobres, denunciando o “roteiro de morte” promovido pela gerência de Dilma Rousseff (PT) com sua “Operação Paz no Campo”. Também participou um representante dos presos e perseguidos políticos da final da “Copa da FIFA”, denunciando todas as arbitrariedades e iligalidades impostas a 23 ativistas populares, entre os quais Igor Mendes que esta a mais de 6 meses encarcerado em Bangu e Elisa Quadros e Karlayne Moraes levadas a clandestinidade.

11143349_1036417446389735_8327491281204209350_o

As denúncias realizadas pela caravana demonstram que a repressão levada a cabo contra os movimentos populares em todo o mundo e, particularmente na América Latina, que viveu períodos sombrios de regimes militares, onde os sequestros, torturas e assassinatos de ativistas e militantes políticos eram a regra. Asssistimos sob os regimes ditos “democráticos” a continuidade de tais práticas, principalmente contra os movimentos que não se encontram sob a tutela institucional do Estado.

11118153_1036447863053360_2977693186776779184_o

Fortalecer a campanha pela punição aos responsáveis pelo desaparecimento forçados dos 43 estudantes de Ayotzinapa e pela libertação de todos os presos políticos e revolucionários de todo o mundo!

¡Vivos os levaram, vivos os queremos!

Liberdade para Igor Mendes e todos os presos políticos do campo e da cidade!

Fascistas, NÃO PASSARÃO!

Rebelar-se é justo!

 

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)