gototopgototop
Movimento Estudantil
Sex, 31 de Outubro de 2014 Movimento Estudantil

Traduzimos o texto que segue do blog http://dazibaorojo08.blogspot.com.br/, publicado no dia 31 de outubro de 2014.

 

RBC: Semana de denúncia e solidariedade aos estudantes normalistas desaparecidos no Estado de Guerrero, México.

 

guerrero001

 

A Rede de Blogs Comunistas (RBC) solidariza-se com os estudantes normalistas de Guerrero, desaparecidos e provavelmente assassinados pelo Estado mexicano, ainda que a esperança popular faz com que se siga exigindo que sejam libertados vivos. Denunciamos a cruel e selvagem repressão cotidiana contra todo o protesto social e toda a luta contra a injustiça e a desiguldade social por parte do narcoestado capitalista mexicano.

 

Neste sentido, a RBC realizará uma semana em homenagem a luta dos normalistas do estado de Guerrero e de denúncia do ultimo crime contra eles (os 43 assassinatos  no final do mês de setembro) que, lamentavelmente, não é mais do que mais um episódio, ainda que mais noticiado, da constante e criminosa repressão do governo mexicano contra todos aqueles que representem a luta contra a ditadura do capital, a vinculação entre as máfias do governo e a submissão do Estado mexicano aos interesses das grandes multinacionais, especialmente as norte americanas e a oligarquia dos vende pátria locais. 

Começaremos nossa semana de solidariedade e denuncia com o texto enviado por um dos camaradas no México, que fazem parte da RBC, “Sovietofilia”, e que serve de resumo e introdução para buscar explicar a repressão por parte das autoridades mexicanas aliadas com as máfias locais, contra os estudantes das escolas normais rurais  e a repressão contra todo o protesto social.

“Em 26 de setembro de 2014 se levou a cabo uma série de ataques por parte das polícias de Iguala (Estado de Guerrero) contra um grupo de estudantes da Escola Normal Rural “Raúl Isidro Burgos”. Neste aquele morreram três estudantes, um jogador da equipe de futebol de divisões inferiores (Los Avispones) e os tripulantes de um taxi (o motorista e uma passageira).

 

No ultimo ataque, os normalistas estavam tentando promover uma coletiva de imprensa para denunciar os fatos, quando um grupo de homens armados disparou novamente em sua direção, os fazendo fugir. Foi neste momento que 43 estudantes desapareceram (há quem diga que são 44 os desaparecidos).

Quem são os normalistas?

 

 

 
Sex, 31 de Outubro de 2014 Movimento Estudantil

O Companheiro Cleomar Vive!

 

 

cleomar5-333x200No dia 22 de outubro de 2014, o dirigente da Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Sul da Bahia,Cleomar Rodrigues de Almeida, foi covardemente assassinado numa tocaia, na porteira que dá acesso à Área onde estava acampado com 35 famílias, desde 2008, onde trabalhava e vivia. Cleomar foi fuzilado provavelmente por dois pistoleiros, como indica a perícia técnica que comprovou ferimentos por cartucheira calibre 12 e carabina 44.

 O companheiro Cleomar Rodrigues de Almeida foi um dos mais destacados dirigentes da Liga dos Camponeses Pobres do Brasil e era o Coordenador Político da LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia. Nasceu em 8 de agosto de 1965, em Pedras deMaria da Cruz, no Norte de Minas às margens do Rio São Francisco. De uma família de camponeses pobres passou a infância na roça.Quando jovem, no início dos anos de 1980, como muitos camponeses, partiu para São Paulo,para trabalhar como operário na construção civil. Lá, casou-se e teve uma filha.
 
Qua, 29 de Outubro de 2014 Movimento Estudantil

México:

 

 

Traduzido de http://dazibaorojo08.blogspot.com.br/2014/10/mexico-comunicado-de-la-comision-civil.html da publicação de 26 de outubro de 2014.

 

 

Um mês de angustia, dor e indignação sem resposta do Estado

 

Neste domingo, 26 de outubro de 2014, se completa um mês da desaparição forçada de 43 estudantes da Escola Normal Rura “Raul Isidro Burgos”, de Ayotzinapa, Guerrero; a execução extrajudicial de outros três: Julio César Ramírez, Daniel Solís Gallardo, Julio César Mondragón e mais vinte estudantes feridos. Esta ação foi executada pelas Polícias Municipais de Iguala e Cocula, Estado de Guerrero, México.

Neste longo mês, as famílias e companheiros dos desaparecidos, em meio à enorme precariedade, começaram a busca com seus escassos recursos e iniciaram uma investigação que o Estado não tem sido capaz de coordenar. Em todo o território nacional, estudantes, cidadãos e cidadãs, mães e pais de família, tem saído de suas casas para exigir a apresentação com vida dos 43 normalistas desaparecidos.

 

 
Qua, 22 de Outubro de 2014 Movimento Estudantil

A repressão não pode deter o avanço da Revolução Agrária!

 

 

...o sangue será uma semente, justiça vamos conquistar,

a história não falha, nós vamos ganhar....

(Conquistar a terra, hino da Revolução Agrária)

 

 

 

A reforma agrária do PT é feita de demagogia e repressão

 

O governo da frente oportunista e eleitoreira encabeçada pelo PT foi quem mais atacou os camponeses pobres, quilombolas e povos indígenas desde o fim do regime militar fascista. Segundo dados da Comissão Pastoral da Terra, somente neste ano, 29 pessoas foram assassinadas em conflitos pela terra, desde 2011 o número chega a 128. A participação de policiais militares, civis e federais junto a grupos de pistoleiros a soldo do latifúndio são uma constante, assim como a expulsão dos povos indígenas de seus territórios ancestrais, o que se aprofundou com a construção das hidrelétricas do PAC na região amazônica, Rio Madeira (RO) e Belo Monte (PA).  

 

Na mesma proporção em que se incrementa a repressão e criminalização da luta pela terra com assassinatos, prisões políticas e ameaças de morte, decrescem as desapropriações para fins de reforma agrária. Ainda segundo a CPT, em balanço sobre a reforma agrária publicado em janeiro do ano passado: o número de famílias assentadas em 2012 atingiu a taxa mais baixa registrada desde 1994 e representou apenas 36% da meta prevista pelo Governo em 2012, que era de 30 mil famílias”. Ou seja, durante os sucessivos gerenciamentos do PT que tanto prometeu para os camponeses pobres e se utilizou destes em suas manobras eleitoreiras, o número de famílias assentadas foi ainda menor do que no governo de FHC/PSDB. 

 
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Sáb, 18 de Outubro de 2014 Movimento Estudantil
No ultimo dia 14 de outubro os estudantes da UERJ de maneira altiva e combatente de forma a contribuir e fazer ecoar a altura a revolta de milhares de trabalhadores que são oprimidos diariamente pelo regime fascista instalado no Rio de Janeiro através do seu braço armado que são as UPPS. Os estudantes promoveram uma grande agitação contando com a participação de dezenas de estudantes, movimentos estudantis e CA`s, com faixas, cartazes e palavras de ordem contra a UPP, fazendo com que os dois coronéis que estavam presentes de forma a representar a corporação sentissem ao menos uma vez na vida o que é estar do lado mais fraco. Azedando de maneira cabal a festa dos asseclas de uma das PMS que mais matam no Brasil e no mundo, festa essa que tinha como objetivo promover o livro “Os donos do morro” coordenado pelo dito “sociólogo” e professor da casa Ignácio Cano, ávido colaborador de O Globo é rápido em defender o fascismo aplicado pelos monopólios de imprensa e pelo Estado e em tachar aqueles que ousam lutar contra toda essa canalha com o titulo de fascistas e autoritários, quando na verdade é a ele que este titulo lhe serve tão bem.
 
Sex, 05 de Setembro de 2014 Movimento Estudantil

Entre os dias 23 e 30 de agosto de 2014 aconteceu na UFPE, campus Recife, o 34º Encontro Nacional dos Estudantes de Pedagogia (ENEPe). Organizado pela Executiva Nacional dos Estudantes de Pedagogia - EXNEPe, junto ao Diretório Acadêmico dos Estudantes de Pedagogia da UFPE, gestão Pedagogia em Movimento, o evento teve como tema “Educação Padrão – Fifa(!?): Os desafios do movimento estudantil de Pedagogia”.

O 34° ENEPe contou com a participação de mais de mil estudantes e se realizou num intenso clima de luta política pela defesa do ensino público e gratuito; por mais democracia nas escolas e universidades; pela libertação dos presos políticos e o fim dos processos contra os manifestantes; em apoio a luta pela terra e a Revolução Agrária e em solidariedade à heróica resistência do povo palestino.

              Nas mesas, grupos de discussão e rodas de diálogo, os estudantes debateram sobre “educação básica e condição do trabalho docente”; “plano nacional de educação”, “concepção de alfabetização”, “educação do campo”, a “regulamentação da profissão pedagogo”, entre outras questões.


001

 
Avaliação do Usuário: / 3
PiorMelhor 
Dom, 10 de Agosto de 2014 Movimento Estudantil

No último dia 06 de agosto em Recife, várias organizações, dentre elas, a FIP-PE, foram às ruas em solidariedade ao povo palestino e pelo fim das perseguições e processos políticos do governo Dilma. Manifestantes jogaram tinta no Consulado Ianque e queimaram a bandeira do Estado de Israel.

 
Qui, 31 de Julho de 2014 Movimento Estudantil

BH: Ato Nacional pela Libertação dos Presos Políticos

 

00000000000000003 Participamos do Ato Nacional Pela Libertação de Todos os Presos Políticos e pelo Cancelamento de Todos os Processos, convocado pela Frente Independente Popular do Rio de Janeiro (FIP-RJ) e que, em Belo Horizonte, foi organizado pela Frente Independente pela Memória Verdade e Justiça (FIMVJ).

 

Inúmeros movimentos populares e entidades da capital mineira como o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Marreta), Sindicato dos Trabalhadores nos Correios, a Liga Operária e o Instituto Helena Greco de Direitos Humanos compareceram à Praça 7 se somando as denuncias contra a criminalização do protesto popular que se acirrou por todo o país a partir das jornadas de luta de junho/julho de 2013.  

 

 
Avaliação do Usuário: / 9
PiorMelhor 
Ter, 01 de Julho de 2014 Movimento Estudantil

10397302_824289817589540_7876052120568116968_o

 

Os trabalhadores da rede municipal de ensino de Goiânia estão há mais de um mês em greve e seguem ocupando a câmara municipal, realizando atividades políticas diariamente e debatendo os rumos da greve. Assim como nas principais capitais, onde os protestos rompem com a contrapropaganda fascista do PT e repudiam a Copa da Fifa, em Goiânia também os trabalhadores lutam contra os cortes de direitos e o sucateamento na educação.

 

Com o fim da greve do final de 2013, o prefeito Paulo Garcia (PT) assinou um acordo em que atenderia parte das reivindicações da categoria. Do ano passado até aqui, muito pouco foi feito e, no último dia 15 de maio, a prefeitura baixou um decreto (nº 1248) que fez vários cortes na folha de pagamentos dos servidores públicos de Goiânia. Nesses dias já outras categorias estavam em greve – os agentes de trânsito pararam quase todo o mês de maio e voltaram a greve esta semana, trabalhadores da saúde também – e esse decreto foi o estopim para, em assembleia no dia 26 de maio, os trabalhadores da educação deflagrarem sua greve.

 
Avaliação do Usuário: / 10
PiorMelhor 
Sex, 20 de Junho de 2014 Movimento Estudantil

 copa1

Em BH/MG, assim como em diversas cidades do país, as consecutivas mobilizações populares tem atrapalhado a Farra da Fifa desde sua abertura, no dia 12. Com demonstrações cabais da indignação e da revolta das massas contra mais esse show de agressões contra nosso povo pobre e trabalhador cometido pelo imperialismo e seus lacaios à gerência do velho e carcomido Estado brasileiro, a juventude combatente deu mostras de sua disposição para a luta e radicalidade, forçando esse Estado assassino a mostrar sua verdadeira face: o fascismo!