gototopgototop

Uerj: MOBILIZAR E LUTAR EM DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA!

Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 

No dia 10/11, quinta-feira, ocorreu uma importante mobilização de estudantes no hall do queijo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Uerj. Os estudantes cotistas da geografia convocaram uma oficina de cartazes para exigerem um aumento na bolsa, além de cessarem todo tipo de atraso, tão frequente desde sempre. Os estudantes de outros cursos aproveitaram para engrossar o protesto, realizando panfletagens, passagem em turmas e conclamando aos demais estudantes a levantar um vigoroso movimento estudantil em defesa da UERJ.

Uma política imposta pela REItoria que existe na universidade, e que foi o principal motivo do protesto, é o sistema de reavaliação de cotas. Esta reavaliação ocorre três anos após o aluno cotista ingressar na faculdade. Além da habitual papelada de sempre, neste ano o prazo de dias para entrega dos documentos foi de apenas três dias além de que exigiu-se uma série de documentos a mais para burocratizar e dificultar, no intuito de impedir, um direito básico dos estudantes: a permanência estudantil.

Sabendo do momento político que vive o país de graves medidas antipovo perpretadas pelo gerenciamento fascista de Temer (PMDB) e sua repercurssão no estado do RJ, já falido pela realização da farra da FIFA e olímpica, os estudantes da Uerj estão conscientes de que novos ataques ao ensino público estadual estão sendo orquestrados. E que é urgente que se levante o movimento estudantil independente e combativo da Uerj, tal qual ocorreu no ano passado, no primeiro semestre de 2015, quando os estudantes arrancaram do REItor o direito de acúmulo de bolsas (cotistas + estágio).

Repercutir a luta combativa das ocupações secundaristas que ocorrem a nível nacional está colocado na ordem do dia! Igualmente, combater os grupelhos fascistas que atuam no sentido de auxiliar os governos a implementarem seus pacotes contra o povo e para confundir os estudantes em geral com suas posições despolitizadas! A resposta para ambos é a mobilização e a luta decidida dos estudantes em defesa de um ensino público gratuito e que sirva ao povo!

Panfleto distribuído para os estudantes

Panfleto distribuído durante a mobilização

CONTRA OS CORTES DE VERBA: REBELAR-SE É JUSTO!

FASCISTAS NÃO PASSARÃO!

OUSAR LUTAR, OUSAR VENCER!

 

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)