gototopgototop

RJ: JUVENTUDE COMBATENTE E POPULAÇÃO RESISTEM BRAVAMENTE!

Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 

No dia 09/02 o Rio de Janeiro foi mais uma vez palco de grande resistência de massas. Servidores públicos, funcionários da CEDAE (Companhia Estadual de Distribuição de Águas), que está sendo alvo de tentativas de privatizar como parte do acordão do governo estadual com o federal, estudantes e trabalhadores enfrentaram bravamente a tropa de choque da PM e a Força Nacional de Segurança.

Neste dia, o gerenciamento imoral de Pezão (PMDB) pretendia fazer votar a parte específica do seu pacote de maldades que diz respeito à privatização da CEDAE. Essa medida já foi denunciada por muitos como mais um ataque aos direitos do povo. Nesse caso o direito fundamental de acesso à agua, que nas atuais condições já não é garantido pelo descaso do podre governo estadual ao sanemanto básico, sobretudo em regiões mais afastadas da região central.

A manifestação contra as medidas antipovo e a privatização da CEDAE teve início no começo da tarde e pouco antes do horario marcado para o início da votação na ALERJ uma parte dos manifestantes, sobretudo a Juventude Combatente, saiu em ato pelas ruas ao redor para propagandear a revolta popular. Ao retornar ao local inicial do ato, posicionados com escudos vermelhos, bandeiras, palavras de ordem de denúncia aos crimes do gerenciamento de turno, morteiros e rojões, a polícia iniciu um ataque covarde com bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio pensando assim repelir o protesto popular. Que engano!

Escudos da Juventude Combatente

Daí pra frente o que se viu foi uma resistência massiva de trabalhadores e estudantes que não mais aceitam a repressão brutal contra toda e qualquer manifestação de repúdio às medidas antipovo, e impuseram duras respostas a essa atitude fascista.

Resistência Popular

Repressão não vai deter a revolta popular

 

Rojões contra tropa de choque

Por várias horas a população enfrentou as bombas e por várias vezes obrigaram a tropa de choque recuar, sob uma chuva de pedras e morteiros. Desesperados, os agentes da repressão deixaram de usar as “armas não letais” e realizaram, pelo menos em três situações, inúmeros disparos com arma letal. Uma atitude criminosa e que evidencia a única resposta que o velho Estado de burgueses e latifundiários tem a oferecer: a repressão, a violência reacionária contra o povo em luta. Responsabilizamos Pezão e Temer (PMDB) por todos os ferimentos a trabalhadores e estudantes ocasionados pela ação covarde da PM e da Força Nacional de Segurança.

Caveirão foi alvo também do ódio das massas

 

De nossa parte, a do protesto popular, só podemos afirmar que não calarão nossa voz com bombas e balas. Novas tentativas de fazer passar o infame pacote de medidas de Pezão e também novas e maiores manifestações combativas se avizinham! Chamamos a população, em geral, e os estudantes, em particular, a aumentar ainda mais a organização, a cerrar as fileiras contra as medidas antipovo dos inimigos do povo!

Juventude Combatente resiste à repressão

Rebelar-se é Justo!

IR AO COMBATE SEM TEMER! OUSAR LUTAR, OUSAR VENCER!

ABAIXO A REPRESSÃO FASCISTA!

ABAIXO OS PACOTES ANTIPOVO DE TEMER/PEZÃO!

 

RVI

Celebrações

Teses

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)