gototopgototop

Fascismo na USP

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

REItoria fascista instala Big Brother na USP:

Foi amplamente noticiada, essa semana, por sites e jornais independentes mantidos por diferentes setores da comunidade universitária da Universidade de São Paulo (USP), que a REItoria fascista dessa universidade instalou câmeras espiãs por diferentes pontos do campus, com o objetivo (claro) de vigiar a movimentação estudantil. A denúncia foi feita por um estudante ao jornal “USP Livre”, e confirmada logo depois. Os estudantes identificaram três câmeras instaladas no Bandejão Central.

Cmera_no_bandejo_central

 

O REItor da USP, João Grandino Rodas, é um velho fascista, inimigo não só da comunidade universitária como de todo o povo brasileiro. Rodas é, na verdade, um quadro remanescente do período do regime militar, que votou a favor do Estado brasileiro no processo movido pela família de Zuzu Angel na ação que acusava o Exército de tê-la assassinado. A administração de Rodas é, seguramente, a mais obscurantista e repressora da história da USP, responsável por convênios com a Polícia Militar, invasão do campus pela Tropa de Choque e processos e mesmo expulsões de estudantes e trabalhadores comprometidos com a luta. Para tanto, conta com o apadrinhamento do governador da opus dei Geraldo Alckmin e José Serra, uma vez que foi empossado por este último –quando governador –mesmo tendo ficado em segundo lugar nas eleições para a REItoria.

Esse é simplesmente mais um capítulo da escalada do Estado policial em todo o país. Aos estudantes, o caminho da luta combativa é a única via para reverter a transformação da universidade num verdadeiro laboratório de repressão.

 

RVI

Celebrações

Teses

Vitoriosa Greve na UNIR

Facebook

Jornal A Nova Democracia

FERP (Chile)