gototopgototop

NOTA DE APOIO À OCUPAÇÃO DANDARA, BAIRRO CÉU AZUL-BH

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

ocupacao_dandarabh Na madrugada do dia 09/04, quinta-feira, cerca de 150 famílias ocuparam terreno de 40 hectares no Bairro Céu-Azul, região norte de BH, que está abandonado desde a década de 70 e que acumula dívidas de impostos na casa dos 18 milhões de reais em nome da Construtora Modelo, empresa que se reivindica proprietária do imóvel.

Ainda na quinta-feira, o Estado investiu seu ódio de classe contra as famílias ocupantes. Ao final do primeiro dia a polícia tentou despejar as famílias com a investida de mais de 150 homens do batalhão de choque, que explodiram bombas, lançaram gás pimenta e destruíram dezenas de barracos com vôos rasantes de helicóptero.

As famílias ocupadas, junto a moradores da região e demais apoiadores que se encontravam no local resistiram como puderam a truculência policial, sendo que cerca de 4.000 pessoas distribuídas em 981 barracos de lona, continuam  a ocupação.

Aproveitando-se do desespero da população mais pobre que não tem onde morar e emprego para construir uma moradia decente, Lula lançou recentemente mais uma de suas  promessas demagógicas: construir 1 milhão de casas até o final de 2010. Este projeto do governo federal nada mais é do que mais um projeto eleitoreiro que não irá sair do papel.

A falta de moradia para o povo trabalhador, agravada pela crise econômica que abala o sistema imperialista, é conseqüência da falência da “reforma agrária” do Governo Lula/FMI e a prova de que para o povo não há democracia, não há direitos, nem sequer o de ter um pedaço de terra para viver. Hoje milhares de pessoas moram pelas ruas, ou em precárias situações em morros, vilas e favelas, expulsas do campo pela miséria e violência promovida pelo latifúndio.

Mais uma vez a justiça demonstra a quem está a serviço e prepara junto ao aparato repressivo do Estado a retirada violenta das famílias. Na manhã da terça-feira, dia 14/04, foi decretada por meio de liminar a reintegração de posse da área onde se encontra a ocupação Dandara.

Denunciamos a preparação de mais um derramamento de sangue pelo Estado brasileiro e seus aparatos repressivos contra as famílias da ocupação Dandara, assim como aconteceu na vila Bandeira Vermelha, na cidade de Betim em 1999,  quando a mando da prefeitura de Jésus Lima/PT os companheiros Élder e Erionildes foram assassinados.  E assim como ocorre diariamente no campo de nosso país onde centenas de camponeses são assassinados e presos por lutarem pelo legitimo direito à terra.

Conclamamos a todas as pessoas honradas e progressistas a apoiarem resolutamente as famílias organizadas na Ocupação Dandara em sua justa luta pelo direito à moradia.

O POVO QUER TERRA, NÃO REPRESSÃO!

REBELAR-SE É JUSTO!

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar